Back to search
Publication

[Social reproduction of leprosy: a study of patients profile with leprosy in the city of São Paulo].

Translated Title
A reprodução social da hanseníase: um estudo do perfil de doentes com hanseníase no Município de São Paulo
Abstract

This study discusses the relationship between work and living conditions among leprosy patients enrolled in the São Paulo municipal public health system in 1996. Social patterns were studied based on the theory of social determination of the health-disease process. The main purpose of the study was to emphasize evidence of the disease determination network, seeking new knowledge to improve public policies on leprosy. Data were gathered from a sample of leprosy patients registered in the city's public health system. Although patients' families are characterized by a common social thread, different work/life possibilities allow for a classification of patients into three social groups. The majority belong to groups that are marginalized from social production, living in areas where social exclusion is more extreme, on the outskirts of the city. If the trends in this study persist, incident leprosy cases will result from the social exclusion of migrants from Brazil's Southeast and Northeast. The study also discusses the position of young people and female patients in the determination network of this infectious disease in the city of São Paulo.

French Abstract
Tomamos como objeto de estudo a relação trabalho-vida de hansenianos sob controle do setor público do Município de São Paulo, em 1996. Fundamentando-se na teoria da determinação social do processo saúde-doença, a preocupação foi a de ampliar o reconhecimento da rede de determinação da hanseníase, buscando produzir conhecimentos que subsidiem a extensão dos projetos de intervenção. Foram colhidas informações junto a uma amostra proporcional de hansenianos - a família como unidade amostral -, classificando-os de acordo com sua inserção social. Os resultados mostram que a maioria dos hansenianos se concentra nos grupos marginalizados da produção social, deslocados para regiões em que a exclusão social é mais acentuada, diferenciando-se pelo trabalho que realizam. A manter-se a tendência de concentração dos hansenianos nos estratos intermediário e inferior, renovar-se-á a construção da hanseníase, tendo como origem os excluídos do Sudeste do Brasil ou os migrantes nordestinos que sobrevivem nos subempregos, na malha periférica da produção capitalista, pulverizados em trabalhos precários, desqualificados, e no espaço de reprodução social que parece favorecer um maior acometimento da doença em jovens e mulheres. Keywords : Hanseníase; Processo Saúde-Doença; Epidemiologia.

More information

Type
Journal Article
Author
Helene LMF
Salum MJL
Year of Publication
2002
Journal
Cadernos de saude publica
Volume
18
Issue
1
Number of Pages
101-13
Date Published
2002 Jan-Feb
Language
por
ISSN Number
0102-311X
Call Number
HELENE 2002
DOI
10.1590/s0102-311x2002000100011
Alternate Journal
Cad Saude Publica
Publication Language
por