Back to search
Publication

PERFIL CLÍNICO E EPIDEMIOLÓGICO DOS PACIENTES PORTADORES DE HANSENÍASE DA UNIDADE DE REFERÊNCIA ESPECIALIZADA EM DERMATOLOGIA SANITÁRIA DR MARCELO CÂNDIA

Abstract
Estudo retrospectivo de corte observacional com variáveis de caráter quantitativo, realizado a partir da coleta de fichas de notificação de pacientes portadores de hanseníase da Unidade de Referência Especializada em Dermatologia Sanitária Dr. Marcello Cândia no período de 2002 a 2011, com o objetivo de traçar o perfil epidemiológico da hanseníase no grupo de pacientes estudados. As variáveis estudadas constam da ficha de notificação e controle da hanseníase. Observou-se predominância de casos no sexo masculino (62,3%); Em relação a faixa etária foi de 15 a 59 anos (68,3%); quanto à raça 77,7% são pardos. Com relação a escolaridade de 4 a 7 anos apresentou 30%. Marituba representa 26,5% dos prontuários investigados, sendo que a procedência urbana representou 89,7% dos casos. Quanto ao número de lesões cutâneas 41,8% apresentou mais de 5 lesões. A maioria apresentou ausência de troncos acometidos (39,3%) e 64,2% não apresentavam nenhum tipo de incapacidade. A forma clínica com maior prevalência foi a multibacilar (76,1%), com predominância da forma clínica dimorfa (53,0%); além disso 74,5% iniciaram com 12 doses de poliquimioterapia (sob a forma multibacilar), seguida de 23,1% com 6 doses. Referente ao modo de entrada, verificou-se a prevalência de casos novos (76,6%) e 63,2% dos pacientes mantinham contato com uma a quatro pessoas. Dos pacientes notificados, 34,5% apresentaram baciloscopia negativa. Não houve crescimento homogêneo em novos casos notificados no período de 2002 a 2011,ocorrendo períodos de crescimento e decréscimo com alternância entre os anos.

More information

Type
Journal Article
Year of Publication
2020
Journal
Centro de Pesquisas Avançadas em Qualidade de Vida
Issue
v12n3
Number of Pages
1-12
Language
por
ISSN Number
2178-7514
DOI
10.36692/v12n3-7
Publication Language
por